CEO Clínica, Centro de Excelência em Oftalmologia

CENTRAL DE ATENDIMENTO
37 3237-460037 99936-6829

Tratamentos

Blefaroplastia

A dermatocálase (dermato = pele, calase = frouxidão, flacidez) é o nome técnico dado ao excesso de pele nas pálpebras que ocorre nas pessoas com o avançar da idade.

O surgimento da dermatocálase é um processo natural do envelhecimento que ocorre devido ao aumento da frouxidão dos tecidos (pele, músculo, etc.) em todo o corpo, que neste caso ocorre na região ao redor dos olhos. Ocorre também um processo de perda de gordura na face levando a uma perda da sustentação destes tecidos, que juntamente com a força da gravidade, acaba por causar uma queda da pele ao redor dos olhos e em toda a face. A época em que isso começa a ocorrer varia muito; em algumas famílias já se pode notar isto desde cedo, em torno dos 35 a 40 anos, mas na maioria das vezes ocorre em torno dos 60 anos de idade.

A dermatocálase pode gerar algumas consequências para a pessoa, sendo a principal, uma alteração da aparência, fazendo com que tenhamos um aspecto mais “envelhecido” ou “cansado”. Ela nunca causa cegueira, mas nos casos em que a queda da pele é muito grande pode atrapalhar a pessoa a enxergar (principalmente na parte superior da visão), diminuindo o campo visual, parecendo como se uma cortina estivesse cobrindo a parte de cima dos nossos olhos.

Para resolver este problema a única solução é uma cirurgia, chamada de blefaroplastia, que é realizada sob anestesia local com sedação (a pessoa dorme durante a cirurgia) com duração de aproximadamente 1 hora nos casos em que somente as pálpebras superiores são operadas e de 2 horas e meia nos casos em que tanto as pálpebras superiores quanto as inferiores são abordadas.

Vários cuidados devem ser tomados antes da cirurgia e o médico deve estar atento a muitos detalhes. É imprescindível que seja feito um exame oftalmológico completo (avaliação de grau, fundo de olho, medida da pressão ocular, etc.) antes da cirurgia bem como uma avaliação de risco cirúrgico (feita pelo cardiologista). Além do excesso de pele, o médico deve estar atento ao excesso de gordura (conhecido como “bolsas” ao redor dos olhos), posição dos supercílios, etc. O objetivo principal da cirurgia não é deixar “a pele dos olhos esticadinha” e sim harmonizar o rosto da pessoa, devolvendo a ela um aspecto mais jovem.

A blefaroplastia é uma das cirurgias estéticas mais realizadas no mundo, mas deve ser feita sempre com o máximo de cuidado e por um profissional médico com experiência no assunto, de maneira a alcançar o melhor resultado com o mínimo risco de complicações.

MAIS INFORMAÇÕES?