CEO Clínica, Centro de Excelência em Oftalmologia

CENTRAL DE ATENDIMENTO
37 3237-460037 99936-6829

Exames

Angiofluoresceinografia

Angiofluoresceinografia é um procedimento de diagnóstico que utiliza uma câmera fotográfica especial para documentar alterações da retina, que é a camada sensível à luz e que reveste o interior do globo ocular.

Um corante, fluoresceína sódica, é injetado numa veia do antebraço para a realização do exame. O corante vai do sistema venoso para a circulação arterial chegando até a retina. Na medida em que o corante passa pelos vasos da retina, são tiradas fotos, utilizando-se um filtro azul. Normalmente os vasos retinianos são impermeáveis ao corante. Se os vasos não estão normais, o corante extravasa do sistema vascular para a retina.

Lesões nas estruturas abaixo da retina ou vasos sangüíneos anômalos também podem ser mostrados.

O tipo de anomalia e a localização precisa podem ser determinados através de uma interpretação cuidadosa dessas fotografias.

Quais são os riscos da angiofluoresceinografia?

Após a injeção do corante, a sua pele pode tornar-se amarelada por várias horas. Isso deve-se a impregnação dos tecidos superficiais da pele pelo corante. Essa coloração desaparece a medida que o corante é filtrado para fora do corpo pelos rins.

Devido à cor do corante, a urina fica com uma coloração verde-amarelada por um período de 24-48 horas após o exame.

A náusea é uma reação apresentada por alguns pacientes. Tem duração curta, melhorando após alguns minutos.

Se o corante extravasa da veia durante a injeção, pode haver uma sensação de queimação no local e uma coloração amarelada na pele ao redor da mesma, de desaparecimento rápido. 

Reações alérgicas ao corante utilizado são muito raras. Se presentes, elas podem causar prurido ou coceira na pele. São tratadas com medicamentos anti-alérgicos. Outras reações alérgicas mais severas também podem ocorrer embora sejam raríssimas.

MAIS INFORMAÇÕES?