CEO Clínica, Centro de Excelência em Oftalmologia

CENTRAL DE ATENDIMENTO
37 3237-460037 99936-6829

Doenças

Catarata

O olho humano possui uma lente natural que normalmente é transparente e proporciona uma imagem clara às pessoas. Quando esta lente se torna opaca, a visão é diminuída e as imagens ficam embaçadas. A esta opacificação da lente natural do olho dá-se o nome de catarata.

A catarata pode se desenvolver em qualquer idade – desde o nascimento até a velhice – mas é mais comumente vista em indivíduos com mais de 60 anos de idade. A catarata que ocorre em pessoas idosas é causada pelo processo normal de envelhecimento, mas quando ocorre em idades mais precoces frequentemente é causada por alguma doença, tal como uveíte (inflamação intra-ocular), diabetes, radiação, traumatismos, etc.

O sintoma mais comum causado pela catarata é a diminuição da visão para longe e/ou para perto. Outros sintomas são diminuição do contraste, alteração de cores e alterações no grau dos óculos. Em casos avançados existe perda completa da visão e a pupila se torna branca (catarata total).  Entretanto, nenhum destes sintomas é observado exclusivamente com a catarata.

Uma vez diagnosticada a catarata, seu tratamento é essencialmente cirúrgico, e a questão a ser respondida é: quando? A decisão deve ser discutida entre o médico e o paciente – sempre que o paciente sentir que sua visão diminuiu o bastante ao ponto de interferir com suas atividades cotidianas diárias, este pode ser operado (atualmente não é necessário aguardar que a catarata se torne “madura”, como no passado).

Atualmente, a técnica mais moderna de cirurgia de catarata é a facoemulsificação. Nesta técnica cirúrgica, realiza-se uma microincisão (< 2,0 mm) na parte transparente do olho (córnea) e a parte central do cristalino (núcleo) é fragmentada com ondas de ultra-som e então aspirada. Após aspiração da catarata é realizado o implante da lente intra-ocular dentro do saco capsular. As principais vantagens desta cirurgia são a reabilitação visual precoce e a diminuição da ocorrência de astigmatismo.

A cirurgia é realizada com anestesia local habitualmente tópica (com sedação).



A cirurgia de catarata é o procedimento cirúrgico mais realizado em todo o mundo. É também uma das cirurgias mais seguras e eficazes.

É importante ressaltar que não somente o cirurgião, a técnica cirúrgica e o tipo da lente intra-ocular são determinantes no resultado da cirurgia, mas também a condição do olho como um todo, da córnea, da retina e a presença de doenças sistêmicas como diabetes, hipertensão, tabagismo, etc.

MAIS INFORMAÇÕES?